VÍDEO: Documentário conta a trajetória do Remo do Bota, campeão de tudo em 2014





Por: Igor Melo

Bota chega ao hotel em Manaus e é hostilizado por torcedores

Cerca de 40 alvinegros fizeram críticas aos jogadores e ao presidente Maurício Assumpção. Jobson teria levado um tapa de um dos torcedores

Por: Igor Melo


O clima de hostilidade entre os torcedores e os jogadores do Botafogo, visto no último final de semana parece ter se estendido até Manaus. Na chegada da delegação ao hotel, cerca de 40 torcedores pressionaram os jogadores e criticaram o presidente do clube, Maurício Assumpção. As informações são do site Globoesporte.com.

Ainda segundo o site, o atacante Jobson teria levado um tapa no pescoço de um dos torcedores e, até o goleiro Jefferson foi criticado.

O Botafogo irá enfrentar o Flamengo neste sábado, às 21h, na Arena Amazônia.

MATAR OU MATAR: Fogão enfrenta o Coritiba em partida de 'seis pontos' na luta contra a degola

Foto: Reprodução da internet
Em caso de vitória, Alvinegro deixa a zona de rebaixamento. Partida terá a transmissão do FogoNotícias


Por: Igor Melo


Após empatar em casa com o Sport por 1 a 1 no último domingo, o Botafogo tem hoje uma nova chance de deixar a zona de rebaixamento do Brasileirão. Décimo sétimo colocado, o Alvinegro vai até o Couto Pereira enfrentar o lanterna Coritiba, às 21h, me partida válida pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A partida que terá a transmissão do FogoNotícias a partir das 20h30m, terá como árbitro Anderson Daronco. Seus auxiliares serão José Antônio Filho e José Silveira. Todos do Rio Grande do Sul.


Apesar dos muitos desfalques, o jogo dessa noite é crucial para o Botafogo na luta contra o rebaixamento. Para o técnico Vagner Mancini – que terá quatro desfalques para a partida de hoje – o pensamento do alvinegro tem que ser apenas na vitória.

- É um jogo de matar ou matar. Morrer não faz parte do vocabulário. Nessa hora tem de mostrar para o atleta que se vier uma derrota, ficamos na zona desconfortável. Saímos recentemente da lanterna porque fizemos quatro pontos nos dois últimos jogos – disse o Mancini.

Sem poder contar com quatro jogadores – Tanque Ferreyra, Daniel, Marcelo Mattos e Bruno Correa -, Mancini disse ainda não ter um time definido para ir a campo contra o Coxa e estuda a possibilidade de escalar um time com três volantes.

 - Ainda não tenho o time definido. Aquilo que eu fiz no campo é uma prévia do que eu vou montar amanhã. O Gabriel e o Airton vão jogar, pode ser que tenha a entrada de mais algum volante. O Carlos Alberto não tem chance nenhuma de iniciar o jogo – explicou.

FICHA TÉCNICA:

Coritiba x Botafogo

Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data e hora: 22 de outubro de 2014, às 21h00
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Auxiliares: Jose Antônio Chaves Franco Filho (RS) e Jose Javel Silveira (RS)

CORITIBA
Vanderlei; Norberto, Welinton (Luccas Claro), Leandro Almeida e Carlinhos; Hélder, Rosinei, Robinho e Alex; Joel e Zé Love
Técnico: Marquinho Santos

BOTAFOGO
Jefferson, Régis, Dankles, André Bahia e Junior Cesar; Airton, Gabriel e Ramirez; Jobson, Wallyson e Rogério.
Técnico: Vagner Mancini

Jefferson diz que Botafogo está no caminho certo

Goleiro considera que time retomou rumo para fugir do rebaixamento

Por: Bruno Souza.

O empate em 1x1 na noite de Domingo, na partida contra o Sport, não foi o resultado que todos no clube esperavam. Jogando com mando de campo, mas no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, o Botafogo não conseguiu os três pontos desejados e segue na zona de rebaixamento. Mesmo sem ter vencido, o goleiro e capitão Jefferson, considera que o time mostrou naquele jogo, estar no caminho certo pra escapar do rebaixamento no Brasileirão:

- É claro que a gente queria os três pontos naquela partida, mas a primeira coisa que nós precisávamos resgatar, era a confiança e isso nós resgatamos. Automaticamente, quando nós regatamos a confiança, o Botafogo pode jogar de igual para igual com qualquer equipe. Nesse jogo deu para ver a superação da equipe e que nós estamos no caminho certo para sair dessa situação - disse Jefferson.

Jefferson vê time no rumo certo para fugir da segunda divisão.       Foto: Alexandre Loureiro.
Tendo na próxima rodada um confronto direto na luta contra o rebaixamento, o glorioso vê o próximo jogo, contra o Coritiba, no estádio Couto Pereira, como fundamental para fugir do temido z-4 do Brasileirão.

Criado em 20/10/2014, às 20:45.


Goleada humilhante põe Botafogo entre os assuntos mais citados no Twitter

Por: Igor Melo


A derrota para o Botafogo repercutiu bastante nas redes sociais. Além da revolta da torcida com a humilhante goleada por 5 a 0 diante do Santos, que eliminou o Glorioso da Copa do Brasil, rivais também aproveitaram para tirar sarro da situação. A repercussão da goleada foi tão grande, que o clube está entre os assuntos mais citados (no Brasil) do Twitter até a manhã desta sexta-feira.



Tentando juntar os cacos e lutar para fugir do rebaixamento no Campeonato Brasileiro, o Botafogo irá receber o Sport, no próximo domingo, às 18h30m, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

Com elenco limitado, Vagner Mancini vê 'chegada' de Jobson como uma luz no fim do túnel

Por: Igor Melo


Após ser eliminado da Copa do Brasil pelo Santos perdendo por 5 a 0 e atravessando uma crise que parece não ter fim, o Botafogo vê e, Jobson a sua última aposta para se livrar do rebaixamento. Para o técnico Vagner Mancini, o jogador poderá acrescentar não só taticamente, mas também no aspecto motivacional.

- A entrada do Jobson é uma estrela brilhando em dia de chuva. Pode dar um talento diferente, um toque ou um chute. Também vai contagiar os outros atletas com essa vontade de atuar. Vai ajudar na parte tática, técnica e na de motivação – disse Mancini.

Após diversas investidas do Botafogo, o STJD finalmente acatou o pedido do clube e Jobson terá condições de fazer sua reestreia nesse domingo, diante do Sport, em Volta Redonda.

Botafogo tem de se reinventar durante ano de 2014

Mudanças no elenco, fazem técnico do Botafogo ter que reinventar time várias vezes no Brasileirão

Por: Bruno Souza.

Mesmo nos piores momentos do Botafogo durante o Brasileirão, uma peça do elenco vem sendo unanimidade dentro do clube: o técnico Vagner Mancini. Com muitas idas e vindes de jogadores desde a sua chegada ao clube, o treinador alvinegro tornou-se quase intocável, por estar conseguindo reinventar o time titular ao longo da temporada. Mancini comentou sobre esse assunto:

- O Botafogo ao longo do Brasileiro, diferente de outras equipes que não mexeram tanto, ele foi muito modificado. Então, há necessidade ainda de quase ao término da competição, de nós termos que arrumar a equipe taticamente jogo a jogo - disse o treinador.
Mancini vem tendo trabalho para refazer o time do Botafogo.       Foto; Alexandre Loureiro.

Desde que chegou ao clube no mês de Abril, o técnico teve que além de enfrentar ausências de jogadores por convocações e lesões, também enfrentar a saída de importantes jogadores do elenco do Botafogo. De á, para cá, foram embora do clube os zagueiros Bolívar e Dória, os laterais Lucas, Edílson e Júlio César, os meio-campistas Renato e Lodeiro e os atacantes Henrique e Emerson Sheik.

Criado em 15/10/2014, às 09:00.

Sem data prevista para estreia, diretoria do Bota se preocupa com Jobson

Cartolas temes que atacante tenha recaídas durante o período de inatividade. Clube vem conversando com a CBF e com o STJD afim de regularizar a situação do camisa 10

Foto: Gustavo Miranda/O Globo
Por: Igor Melo


Vice-lanterna do Campeonato Brasileiro e atravessando uma grave crise financeira, o Botafogo vê o fantasma do rebaixamento cada vez mais próximo. Com o elenco bastante fragilizado, após mandar embora Julio Cesar, Sheik, Edílson e Bolívar, a diretoria do Botafogo conta com o atacante Jobson. Porém o atacante segue sem data para fazer a sua reestreia com a camisa alvinegra.

A expectativa da diretoria pela reestreia de Jobson confronta com o temor de o atacante ter recaídas no seu comportamento durante o perídio em que seguir sem condições de jogo. Contudo, a cúpula de futebol do Botafogo segue firme no seu discurso de liberdade ao atacante e descartou qualquer medida para cuidar do atleta, que têm acompanhamento psicológico durante o período de inatividade.

ENTENDA O CASO:

Quando ainda estava nos Emirados Árabes, Jobson foi afastado do elenco do Al-Ittihad e no período de afastamento foi forçado a fazer um exame antidoping. O atacante se recusou e foi punido por quatro anos pela federação dos EAU. Porém a FIFA não confirmou a punição no documento da transferência para o Botafogo. Desde então, o clube vem mantendo conversa com a CBF e com o STJD, visando regularizar a situação do atleta o mais rápido possível.

Time do Botafogo enfrenta dificuldades para marcar gols no segundo turno

Com dificuldades na armação, bola parada se torna única saída do ataque para marcar gols

Por: Bruno Souza

Se a fase não anda boa para o Botafogo no Brasileirão, o ataque do alvinegro é um dos responsáveis pela falta de bons resultados do time dentro de campo. Com apenas oito gols marcados no segundo turno, o time é o quarto pior nesse quesito.

Zeballos é o artilheiro do Botafogo no Brasileirão, com seis gols.         Foto: Márcio Mercante.
Não bastasse a falta de gols do ataque alvinegro, um número assusta ainda mais o torcedor: dos oito gols marcados nessa fase do Brasileirão, apenas dois foram marcados em jogadas que não se iniciaram em uma bola parada. Além de ter 75% de seus gols se originando dessa forma, metade deles, ou seja, três gols, foram marcados de penalti.

Dos principais artilheiros do clube na competição, apenas Zeballos que tem seis gols marcados, está disponível para jogar pelo Botafogo, no momento. Emerson Sheik que também tem seis gols, teve seu contrato rescindido e Daniel que tem cinco gols marcados, se recupera de lesão e só voltará a jogar no ano que vem. Além de ser o artilheiro da equipe, Zeballos é quem mais finaliza no time, com 51 finalizações no Campeonato.

Criado dia 14/10/2014, às 08:30.

Em crise financeira, Bota tem prejuízo de R$ 10 mil por jogo com cadeiras quebradas

Por: Igor Melo


A raiva da torcida com a má fase do Botafogo no Campeonato Brasileiro tem atingido o cofre do clube (que não vai nada bem). Em média, 20 cadeiras são quebradas a cada jogo do Botafogo no estádio, o que já acarretou em um prejuízo de R$ 10 mil ao clube.

A diretoria planeja fazer uma ação de conscientização com a torcida, porém, isso deve ficar apenas na ideia, já que devido a penhora, o Botafogo não sabe se voltará a jogar no Maracanã até o fim do Brasileirão. A partida do próximo fim de semana, contra o Sport Recife, será no Estádio da Cidadania, em Volta Redonda.