Coluna da Thamyres Inácio: EM BUSCA DOS 3 PONTOS


Olá alvinegros,

No último sábado (25/07), empatamos com o Bahia por 1x1 na Arena Fonte Nova.

Somando 28 pontos, o Botafogo se manteve na liderança, entretanto não deixamos de lamentar a vitória fora de casa que mais uma vez não veio.

Agora temos uma sequência de jogos importantes, nossos próximos confrontos -Criciúma terça ás 21h50 e Luverdense sábado ás 16:30 - serão na nossa casa.

E sabemos que só dependemos de nós mesmos para conquistar esses 6 pontos e nos manter na liderança.

O fator casa conta como uma grande vantagem, não há nada melhor do que ter a torcida a favor, cantando, vibrando, jogando junto. E mesmo sabendo que vantagem e Botafogo são coisas que não combinam, acreditem... Vai que dessa vez a sorte esteja do nosso lado.

Compareça!

 Jogue com o time, o Botafogo precisa desses pontos, o Botafogo precisa de cada um de nós!



Nosso primeiro confronto é logo mais ás 21h50, contra o Criciúma, convoque os amigos e "Partiu Niltão", apoiem até mesmo depois do apito final, quem não poderá comparecer não deixe de assistir e mandar toda aquela energia boa lá pra Engenho de Dentro e juntos -mesmo que de longe-, vamos ajudar o Botafogo a somar esses 3 pontinhos de hoje.




Thamyres Inácio

Presidente rebate blog sobre transferência de Gilberto: 'Houve desinteresse do jogador'

O presidente do Botafogo Carlos Eduardo Pereira participou no fim da manhã desta terça-feira do quadro A Voz do Presidente, na Rádio Botafogo Oficial. O presidente abordou diversos assuntos, como a transferência do lateral-direito Gilberto, a saída do atacante Rodrigo Pimpão, a chegada de Ricardo Gomes, dentre outros.

Ouça a íntegra da participação do mandatário na Rádio Botafogo Oficial:





Por: Igor Melo

Botafogo recebe o Criciúma com a missão de defender a ponta da tabela

Pressionado pelas vitórias de América-MG e Náutico, Alvinegro precisa da vitória para se manter na liderança isolada



Depois de empatar com o Bahia no último sábado na Fonte Nova, o Botafogo volta aos seus domínios, para enfrentar o Criciúma, às 21h50m desta terça-feira, em partida válida pela 15ª rodada  da Série B do Campeonato Brasileiro. A partida terá a transmissão ao vivo no FogoNotícias a partir das 21h30m.

VOLTA UM, SAI OUTRO

Ainda sob o comando interino de Jair Ventura, o Botafogo contará com o retorno de Thiago Carleto, que cumpriu suspensão automática contra o Bahia e foi substituído pelo garoto Jean. Em contrapartida, o Glorioso não poderá contar com o atacante Lulinha, que também levou o terceiro amarelo e está fora do duelo contra o Tigre.

Para a partida de logo mais, Jair Ventura também poderá contar com o zagueiro Roger Carvalho, que se recuperou de lesão e está a disposição do interino.


FICHA TÉCNICA

Botafogo x Criciúma
Data/hora: 28/07/2015 - 21h50m

Árbitro: Marcos Andre Gomes da Penha-ES
Auxiliares: Fabiano da Silva Ramires e Fabio Faustino dos Santos (ambos ES)

Botafogo: Jefferson; Luís Ricardo, Renan Fonseca, Diego Giaretta e Carleto;  Dierson, Willian Arão, Fernandes e Octávio;  Gegê e Luís Henrique. Téc: Jair Ventura (interino)

Criciúma: Luiz; Jonas, Adalberto, Wanderson e Cristiano; Wellington, Paulinho e Nathan; Maurinho, Lucca e Neto Baiano. Téc: Petkovic.



Por: Igor Melo

MEIA RENOVA COM O BOTAFOGO ATÉ 2017

Foto: Lance!NET
Cria do Botafogo, o meia Octávio teve o seu vínculo renovado com o Botafogo. Após um período emprestado a Fiorentina, o jogador teve o seu contrato renovado até o fim de 2017, conforme confirmou seu empresário, Márcio Bittencourt, ao GloboEsporte.com.

- O Octávio teve uma passagem importante pela Fiorentina, treinando sempre com o grupo principal, e, nesse retorno, chegamos a esse acordo de renovação, que vai ser bom para todos. O atleta tem um carinho muito grande pelo clube – declarou Bittencourt.

O atual contrato do jogador com o Glorioso se encerra no fim deste ano.



Por: Igor Melo

FOTO: Ricardo Gomos é apresentado oficialmente no Nilton Santos

Foto: Facebook Oficial do Botafogo
O técnico Ricardo Gomes foi apresentado oficialmente como novo treinador do Botafogo no fim da manhã desta segunda-feira, juntamente com o seu assistente técnico, Luiz Otávio. A apresentação ocorreu na sala de imprensa do Estádio Nilton Santos.



Por: Igor Melo

ASSISTA: Cobertura do jogo entre Madureira x Botafogo, pela Taça Rio Sub-20

No último sábado, Madureira e Botafogo duelaram em partida válida pela primeira semifinal da Taça Rio Sub-20 e empataram por 2 a 2. Os gols do Glorioso foram marcados por Lucas Campos e Leandro, de falta.

Assista no programa piloto da "TV FogoNotícias" o que os jogadores falaram após a partida.





Por: Igor Melo

SUB-20: Madureira e Botafogo ficam no empate na primeira semifinal da Taça Rio

Foto: Igor Melo/FogoNotícias

Times empataram por 2 a 2, em duelo que ocorreu no estádio Conselheiro Galvão



Madureira e Botafogo se enfrentaram no último sábado, 25, pela primeira semifinal da Taça Rio Sub-20, no Estádio Aniceto Moscoso, na Rua Conselheiro Galvão. O embate terminou empatado por 2 a 2. Os gols do Glorioso foram marcados por Lucas e Leandro.

O Alvinegro tem a vantagem do empate no jogo de volta, que acontece no próximo domingo, já que melhor campanha do que o tricolor suburbano.

OS GOLS

O jogo mal começou e o Botafogo já inaugurou o placar. Após saída atrapalhada do goleiro do Madureira, Lucas pegou a sobra e abriu o placar. Mas logo depois, aos 4 minutos, o Madureira empatou o jogo. o camisa 10 do Madureira, Luiz, levou a bola pelo lado esquerdo, invadiu a área e chutou forte em cima de Saulo, que aceitou o chute. Aos 13, o Madureira quase virou a partida. Após cobrança de escanteio, o ataque do Madura subiu mais alto do que a zaga do Bota, mas parou nas mão de Saulo, que mandou para fora.

Até aí, o Madureira estava bem melhor na partida. E a virada veio aos 25 minutos, quando novamente Saulo salvou uma cabeçada, mas a bola sobrou limpa para o atacante do Madureira mandar de cabeça para o gol.

O jogo ficou morno e o empate do Glorioso veio apenas aos 40 do segundo tempo. Leandro, em cobrança de falta, igualou o marcador.

A partida de volta será no próximo domingo, 2, no Estádio Nilton Santos. O jogo terá entrada franca. Compareça!




Por: Igor Melo

Os meninos de General

O Botafogo iniciou os dois últimos jogos contra Náutico e Bahia - sob o comando do Jair Ventura - com seis jogadores vindos da base: Octávio, Gegê, Jean (este apenas contra os baianos no lugar do suspenso Carleto), Dierson, Fernandes e Luis Henrique. Os dois primeiros estrearam nos profissionais em 2013 juntamente com Vitinho, hoje no Internacional, e os outros quatro fizeram as suas primeiras partidas nessa temporada. Dória, Gabriel, Jádson e Gilberto são outros bons nomes que foram revelados pelo clube nessa década. Isso é um bom sinal para o futuro da Estrela Solitária.

Gegê, Luis Henrique e Dierson. Foto: Edson Ruiz
Gegê surgiu bem em 2013 sob o comando de Oswaldo de Oliveira. Foram 14 jogos e 2 gols. Fez o seu primeiro gol com a camisa alvinegra contra o Náutico em Pernambuco e, na partida seguinte, provavelmente o seu gol mais importante até então: na vitória contra o Flamengo por 2 a 1. Terminou bem o ano de 2013, fez uma temporada apagada em 2014, começou com moral em 2015 e, com altos e baixos, vem tendo as suas oportunidades como nessas duas últimas partidas, apesar das críticas de boa parte da torcida.

Dierson tem apenas quatro partidas no profissional, sendo três como titular. Volante promissor, estreou contra o Resende no Campeonato Carioca desse ano e mostrou boa qualidade nessas últimas partidas contra pernambucanos e baianos.

Fernandes. Apesar de 2015 ser o seu último ano nos juniores, integrou o elenco profissional desde a pré-temporada e fez a sua primeira partida nos profissionais na estreia do Botafogo nesse ano ao entrar no decorrer do jogo contra o Boavista em São Januário. Já fez 24 jogos (14 como titular) e fez 3 gols (o primeiro contra o Bonsucesso em sua terceira partida). Promissor, Fernandes pode jogar em, no mínimo, seis posições de linha, sendo altamente versátil. Ainda oscila muito, normal em qualquer jogador da sua idade. Mas tem técnica suficiente para se tornar um jogador de alto escalão no momento que atingir uma maior maturidade.

Foto: Felipe Oliveira
Octávio e Jean foram outros dois que tiveram suas oportunidades nessas últimas partidas e que são revelações de nossas categorias de base. Octávio surgiu bem em 2013, fazendo um gol em 13 jogos (contra o Criciúma no Heriberto Hülse), oscilou no primeiro semestre em 2014, foi emprestado à Fiorentina na última temporada europeia e regressou esse mês ao clube, já tendo três partidas (todas como titular). Já o Jean tem cinco partidas nessa temporada, o seu primeiro ano como profissional e não podendo atuar mais nos juniores.

Foto: Botafogo oficial
Foto: Botafogo oficial 
Por último, Luis Henrique. Nascido em 1998, logo em sua estreia aos 17 anos, fez os seus dois primeiros gols e, com o gol anotado na última partida, já são 6 jogos e 3 gols como profissional. Destaque absoluto da categoria de base no time sub-17 ao ser vice-campeão da Copa do Brasil Sub-15 e artilheiro da mesma competição ao anotar 14 gols em 10 jogos, Luis Henrique foi integrado ao elenco profissional quando regressou da seleção brasileira da categoria após uma série de jogos amistosos.

Como eles, ainda temos Emerson, Diego, Andreazzi, Jeferson Paulista, Cidinho, Sassá e Vinicius Tanque para completar nosso elenco para essa temporada. Sem falar do volante Arruda e do meia Mauro Gabriel que, apesar de ainda terem mais um ano nos juniores em 2016, já foram relacionados para algumas partidas do profissional nessa temporada.

Com uma safra tão boa nessa década, a minha mente me fez voltar no ano de 2006. Nessa temporada, o Botafogo lançou um garoto da base chamado Magno. Fez a sua estreia entrando no segundo tempo contra o Juventude no Maracanã e participou da jogada do gol do Reinaldo, que foi o da vitória por 2 a 1. Depois de tanto tempo, esse jogador era a maior esperança para que fosse uma boa revelação ao time principal.

Infelizmente, ficou apenas no patamar de promessa, saiu do clube sem deixar saudades à torcida e perambulou por clubes modestos do Brasil, sendo o Cabofriense o último clube que obtive informação, em 2013. Natural de Vila Velha (ES), hoje, Magno tem 27 anos.

Foto retirada da internet, na sua estreia no Maracanã em 2006.   
Quase uma década depois, o Botafogo mudou o patamar das suas categorias de base. E espero que grande parte dos meninos de hoje possam ser os homens que recolocarão o Botafogo no hall dos grandes do continente, com troféus importantes e impondo respeito ao adversário quando este avistar a gloriosa camiseta do outro lado do campo.

Nossa História, nossa glória. Nossa base, nosso caminho da vitória.

Por: Thiago Hildebrandt.

Botafogo empata em Salvador e continua em primeiro lugar

O Botafogo viajou até Salvador para enfrentar o Bahia e volta ao Rio com um ponto na bagagem: 1 a 1. Com o resultado, o time se mantém líder isolado da Série B com um ponto à frente do segundo e terceiro colocados América e Náutico, respectivamente, e a três do quinto e sexto colocados, Sampaio Correa e o próprio Bahia, respectivamente. Agora, o Glorioso terá duas partidas seguidas no Nílton Santos, sendo a primeira contra o Criciúma na terça, 21h50.

Foto: Felipe Oliveira
 Com a saída do Rodrigo Pimpão para o futebol dos Emirados Árabes Unidos, Jair Ventura promoveu o retorno do Arão - que cumpriu suspensão na partida anterior - em seu lugar e escalou Jean no lugar do suspenso Carleto. Em um início com o Bahia propondo mais o jogo e a partida em ritmo morno, Gegê e Souza foram os jogadores dos respectivos times fazerem os goleiros adversários trabalharem pela primeira vez, com o jogador do Bahia levando mais trabalho ao Jefferson.

O Bahia continuava tendo mais as iniciativas e o Botafogo jogava de forma recuada, com dificuldade em avançar no campo. Maxi Bianchucchi, por duas vezes, quase inaugurou o marcador. Mas aos 28, na primeira boa subida ao ataque, bela tabela entre Luis Ricardo e Octávio, cruzamento do lateral e gol do Luis Henrique: Botafogo 1 a 0.

Foto: Felipe Oliveira
 Com o gol, o Botafogo conseguiu controlar mais o jogo, se aproveitando do mau momento do time baiano. Aos 37, Keiza é lançado e quase empata após finalizar no canto inferior direito do Jefferson. Em um jogo de poucas faltas, o Botafogo quase ampliou aos 43 com Octávio, após receber em posição legal e completamente livre na grande área para grande defesa do goleiro tricolor.

Foto: Felipe Oliveira
Na volta do intervalo, apesar dos dois técnicos não terem feito alterações nas escalações iniciais, o Bahia voltou mais ligado e o Botafogo mais letárgico. Logo aos 6, Kieza completou para o fundo das redes após cruzamento da direita: 1 a 1. Aos 13 e aos 16, por pouco não veio a virada, após cobrança de falta de Ávine que foi para fora e após uma grande defesa do Jefferson com a ponta dos dedos em finalização de fora da área. O Botafogo tentava contra golpear com velocidade mas não conseguia definir as suas jogadas construídas.

A partir daí, o jogo diminuiu o seu ritmo e os técnicos começaram a fazer suas primeiras substituições. Aos 31, a única boa chance do Botafogo na etapa complementar. Cruzamento do Arão pela direita para o Lulinha cabecear para fora. Com o Bahia diminuindo o seu ímpeto e o Botafogo claramente satisfeito com o empate, nenhuma grande chance foi criada até o apito final e o placar terminou em igualdade no clássico da Série B.

Foto: Felipe Oliveira
Em caso de tropeço do Botafogo, o único que poderia ultrapassá-lo seria o Vitória, mas o time baiano perdeu para para o Náutico nessa rodada. Sendo assim, além de manter a liderança isolada, o Glorioso terá duas partidas na sequência no Nílton Santos (Criciúma e Luverdense) e a chance de ampliar a distância para os concorrentes. E teremos a estreia do novo técnico alvinegro Ricardo Gomes.

Boa sorte, Ricardo!

FICHA TÉCNICA

BAHIA 1 X 1 BOTAFOGO


Local: Arena Fonte Nova, Salvador (BA).
Data / Hora: 25-julho-2015 / 16h30 (de Brasília).
Árbitro: Wagner Reway (MT).
Auxiliares:
 Joadir Leite Pimenta (MT) e Fabio Rodrigo Rubinho (MT).Renda / Público: R$: 825.145,00 / 31.550 presentes (28.867 pagantes).
Cartões amarelos: Robson, 21’/1º.T, Maxi Biancucchi, 23’/2º.T, e Souza, 39’/1º.T (Bahia); Diego Giaretta, 6’/2º.T Renan Fonseca, 11’/2º.T, e Lulinha, 45’/2º.T (Botafogo).
Gols: Luis Henrique, aos 28'/1°.T (0-1), e Kieza, aos 6'/2°.T (1-1).

BAHIA: Douglas Pires; Adriano, Robson, Jaílton e Ávine (Marlon, 33'/2°.T); Yuri, Souza, Tiago Real e Maxi Biancucchi (João Paulo, 30'/2°.T); Kieza e Alexandro (Eduardo, 23'/2°.T). Técnico: Sérgio Soares.

BOTAFOGO: 1- Jefferson; 4- Luis Ricardo, 3- Renan Fonseca, 2- Diego Giaretta e 6- Jean; 5- Dierson e 8- Willian Arão; 11- Fernandes (16- Rodrigo Lindoso, 38'/2°T), 10- Gegê (19- Daniel Carvalho, 28'/2°T) e 7- Octávio (17- Lulinha, 29'/2°T); 9- Luis Henrique. Técnico: Jair Ventura. Suplentes não utilizados: 12- Helton Leite, 13- Diego, 14- Alisson, 15- Emerson e 18- Sassá.

Por: Thiago Hildebrandt.

Rodrigo Pimpão se despede da torcida: 'Fui escolhido'

De malas prontas para se transferir para o Emirates Club, Rodrigo Pimpão se despediu nesta sexta-feira da torcida Alvinegra. O jogador postou uma foto no seu Instagram e escreveu uma carta de despedida para os torcedores, na qual reiterou o seu desejo de voltar a vestir novamente a camisa do Botafogo.

Foi um período curto, apenas sete meses, mas de uma relação muito intensa. Desde o primeiro dia fui bem recebido por todos: colegas de time, comissão técnica e diretoria. Pouco tempo depois, foi momento de encontrar com a torcida, que nunca deixou de me apoiar.
Tive ali a certeza de ter feito a escolha certa. Mesmo com outras propostas, de clubes da Série A e até de fora do país ao fim do ano passado, escolhi o Botafogo. Ou melhor, "fui escolhido", como está escrito na camisa do time que vesti todo esse período. 
Hoje posso dizer que tive a grande honra de ter vestido em minha carreira o uniforme do Botafogo, e em grande parte das vezes a camisa 7, que tem MUITA história para contar.
Então, nesse momento de despedida, só tenho de agradecer ao GLORIOSO por ter me proporcionado tantos momentos maravilhosos. Hoje deixo o clube por uma situação boa para todos os lados. Mas, como disse em minhas últimas entrevistas, desejo de todo coração que isso seja apenas um até logo. Muito Obrigado Botafogo. ‪#‎AnoGlorioso‬ ‪#‎Botafogo‬ ‪#‎AtéLogo‬ ‪#‎SempreAcreditar‬ Curiosidade: Usei a camisa 7, Foram 7 meses no Botafogo e 7 gols na série B.



Por: Igor Melo